52 dias: Que história eu preciso contar? Ou: será que contar histórias ajuda?

Tudo começa mais ou menos assim…

Eu trabalho (ou trabalhava) no fazDelivery, que é um buscador de deliveries. Ele tem um motor de busca muito bem planejado, mas sua interface, apesar de ter contado com algum nível de cuidado no que diz respeito à usabilidade, não foi de fato construída por especialistas, nem foi completamente desenhada com foco nas necessidades do usuário (o que poderia reduzir a necessidade de um especialista, já que as pessoas naturalmente indicariam “o caminho das pedras” do funciona melhor para elas quando estão buscando por serviços de pronta entrega).

Quero melhorar a usabilidade do fazDelivery, pois tenho a hipótese de que isto aumentaria sua aceitação e uso – porque diminuiria seu bounce rate (i.e., a taxa de pessoas que entram e saem da página logo depois, por acharem que ela não é o que desejam).

No entanto, para poder melhorar a experiência de nossos usuários, eu mesma preciso entender mais do assunto: como são normalmente os buscadores, o que de fato é recomendado na usabilidade de tais ferramentas etc…

Além disso, preciso me aprofundar mais nos recursos que o fazDelivery (sua engine) oferece, e como poderei me utilizar deles neste projeto. Também preciso me certificar de que entendo como os usuários pretendem usar o fazDelivery – quais suas demandas e necessidades quando buscam um delivery, em que momentos de seu dia, em que dias, qual seu limiar de frustração nesse tipo de busca e coisas do gênero.

Ao longo deste processo, precisarei pensar o que posso propor, em termos de melhorias.

E, finalmente, tenho de entender como irei avaliar se as melhorias que propus de fato contribuíram positivamente para a usabilidade de nosso buscador. Ou seja, precisarei observar como os usuários reagem (e interagem) a cada versão – a oficial e a nova – e interpretar tais reações.

Para fechar, preciso fazer e relatar tudo isso de modo que quem ler o projeto possa ter confiança de que foi um processo bem feito, para que os resultados a que chegar tenham valor, e as pessoas possam, se desejarem, reproduzir meus passos para melhorar suas próprias interfaces, ou simplesmente incorporarem minhas sugestões, com as devidas adaptações, à usabilidade de seus próprios buscadores, onde estas se encaixarem.

Pronto, isto é meu pré-índice, uma versão mais solta que diz a que me proponho, e por quê. E aí, dá pra seguir? >.<‘

Advertisements
Leave a comment

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s

%d bloggers like this: